Sylvia Marcia Belinky
Tradutora do inglês, do francês (juramentada), do italiano e do espanhol. Possui um escritório para todos os tipos de traduções, de papel a simultânea, consecutiva, guias turísticos e nele tem quem traduza do mandarim ao croata. Desde 2010, sou conciliadora e mediadora no Fórum de Pinheiros e também no fórum do Butantã. Trata-se de um trabalho voluntário, que lhe dá muita satisfação! Gosta de escrever, característica familiar...

Solidão em companhia

Há pessoas que são capazes de escrever ou dizer exatamente aquilo que gostaríamos de ter escrito ou falado. Também, há momentos em que estamos mais abertos a ler e nos…

Continuar Lendo

Gerações e frustrações

Uma constatação relacionada às gerações Y – ou dos “millennials”, por terem nascido próximo à  virada do milênio – diz que eles estão sempre conectados, procuram informação fácil e imediata,…

Continuar Lendo

O Código do Consumidor

Sou uma “justiceira reclamante” nata: eu tinha 19 anos, morava sozinha e um tintureiro lavou um blazer de lã meu com  água e sabão! Escusado dizer que ele encolheu de…

Continuar Lendo

Ri melhor quem ri por último

Há algum tempo descobri que poderia estar na internet, trocar ideias com muitas pessoas ao mesmo tempo, gente com a mesma opinião, outros que tinham outra, mas todos simpáticos, educados…

Continuar Lendo

Turista em sua própria casa

Tem sido difícil escrever ultimamente. Hoje, a única coisa constante é a mudança de todas as coisas para pior e já ter alguma idade; fazer essa assertiva, nos torna antipáticos…

Continuar Lendo

Há algo de podre?

Sem dúvida, alguma coisa muito séria e surrealista está acontecendo. A partir do momento em que o pai, Jair Bolsonaro, na qualidade de Presidente da República, não consegue deter os…

Continuar Lendo

A censura da sumidade

Tenho evitado falar das agruras, tanto das políticas como de outros tantos desastres que vivemos atualmente e que pululam ao longo de cada semana, tais como: preços absurdos no supermercado…

Continuar Lendo

De biju e de flores

Fui chamada a um bairro bem distante para dar uma ajuda, uma vez que sou instrutora na Oficina de Pais do CNJ, trabalho voluntário que, ao que parece, poderá de…

Continuar Lendo

Todos passam

Hoje, por mero capricho da sorte, acabei nas instalações de um estúdio de TV e ali passei 4 horas, vendo tudo o que teve representatividade para uma pessoa que viveu…

Continuar Lendo

O problema do homem é a mulher

Se há uma data que não deveria ser comemorada é 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Não porque as mulheres não mereçam, mas porque é um dia para lembrar…

Continuar Lendo