Fernando Gabeira
Escritor, jornalista e ex-deputado federal pelo Rio de Janeiro (1998-2010). Colunista dos jornais O Globo e Estado de São Paulo, além de apresentar um programa na Rádio CBN e outro na Globonews.

Um louco mundo em chamas

Outro dia, num artigo, reproduzi uma frase do sociólogo Ulrich Beck em que ele afirma que as coisas estão mudando tão rápida e amplamente que as pessoas têm a impressão…

Continuar Lendo

O arquiteto do imprevisível

  Tantos votos no fim de 2019 de que o ano novo fosse leve, e ele praticamente começou com as bombas sobre o carro do general Suleimani, no Iraque. De…

Continuar Lendo

A segunda década do século

No passado houve um humorista chamado Don Rossé Cavaca, que escreveu algo mais ou menos assim: acorda que já é 1962 e você precisa trabalhar. Num país em que os…

Continuar Lendo

As maneiras de cair

Neste fim de ano, deixei de escrever resenhas para entender o que se passou no Brasil, apenas através de linhas gerais. Examinei o governo Bolsonaro, a novidade de 2019, comparando-o…

Continuar Lendo

Um ano meio maluco

No último artigo do ano, não queria fazer uma resenha. Apenas me ater a uns traços mais gerais para explicar como chegamos até aqui e para onde, possivelmente, estamos nos…

Continuar Lendo

Um certo espírito de Natal

Ando pela Serra Gaúcha colhendo imagens e histórias. Passei por Gramado, e o espírito de Natal, creio, baixou em mim. São tantos Papais Noéis, sentados, de pé, com um saco…

Continuar Lendo

Uma guerra particular

Me segura que vou ter um troço. Esta é uma frase cômica, talvez muito vulgar para um tema clássico como a política externa de um país. No entanto, ela me…

Continuar Lendo

Um ano pela extrema direita

Hoje, 13 de dezembro de 2019, até que aqui tudo bem. Em termos, quero dizer. Não decretaram o AI-5 nem massas se revoltaram, como no Chile, apesar dos apelos. O…

Continuar Lendo

A pós-verdade no poder

Minha formação cultural se deu principalmente no século XX recheado de rocambolescas teorias revolucionárias. De um modo geral, eram apostas no futuro, uma inconsciente reconstrução do paraíso. Se há algo…

Continuar Lendo

Saudades do Brasil

Uma medida do AI-5 foi pôr censores nos jornais. Não havia internet. Como fariam hoje para censurar a rede? No dia em que o Flamengo se tornou campeão da Libertadores,…

Continuar Lendo