Garrote vil

A pedidos da família e de uma amiga muito querida passarei a escrever menos sobre política. A não ser que aconteça algo do outro mundo – que de domingo para hoje aconteceu, fazer o quê? – evitarei dar palpites.
Não posso encerrar a minha incipiente carreira de comentarista política amadora sem me referir ao que assisti na TV Senado no fim de semana. Um espetáculo grotesco, grosseiro, patife, mal educado. Todos tentando passar a perna em todos, todos querendo os seus minutos de glória para alardear a própria ignorância. Com tais representantes, não iremos muito longe. Roubo da pasta do presidente da sessão, mudança para um outro presidente de mesa que rasgou dois votos e os meteu no bolso, chamadas para a briga física, palavrões, tentativa de suborno. Tudo que, infelizmente, representa o nosso tão maltratado país ocorria diante dos olhos estupefatos da nação comportadinha, habituada a pagar as contas em dia, a trabalhar respeitando horários, a cumprir as leis que os calhordas inventam e não cumprem.

ADRENAN764 BSB – 10/11/2011 – DILMA / SUPER SIMPLES – NACIONAL – Senador Renan Calheiros lider do PMDB antes da solenidade de san‹o da lei que altera o Super Simples, no Pal‡cio do PLanalto em Bras’lia.
FOTO: ANDRE DUSEK/AE

O que realmente me arrasou, nem tenho palavras para comentar, foi a postagem abjeta de Renan Calheiros sobre uma jornalista e dois colegas senadores, publicada ontem. Um homem que é capaz de colocar nas redes sociais o que ele colocou é um verme, um desqualificado, um psicopata podre, para quem aconselho o meu castigo virtual, que entre amigos, desejo a um e outro político: ser enviado para um garrote vil enferrujado, empenado e sem óleo.
Mas como sou contra a pena de morte – fui, sou, sempre serei – esqueço meu metafórico instrumento de tortura e desejo que o mandato desse ente ignóbil seja cassado. Nem no galinheiro do Senado ele merece estar.
Fim do meu período político com três observações que muito prezo:
#renancassado
#foratoffoli
#limpezanostf

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *