Lula e sua visão de mundo

Foto: Google – Jovem Pan
Dias atrás Lula impactou os ingênuos com sua tosca visão de mundo. Ao tentar explanar seu conceito de sociedade ‘ideal,’ dependente das benesses do Estado, Lula agradeceu a catástrofe global do Covid-19 que fará com que as pessoas definitivamente admitam que só o Estado salva.

Em resumo, para Lula, o Estado é uma ‘força’ da natureza a que todos devem se curvar. O Instituto Lula, sua terceira pessoa, pediu desculpas! Oh!

Hoje, entretanto, o UOL, um dos palanques dos progressistas, volta ao tema pelo viés acadêmico (sic).

Gabriel Cepaluni, professor da Unesp de Franca, em entrevista ao UOL, disse a mesma coisa que o líder populista só que de forma ‘culta’, para gente inteligente, digamos assim.

Três trechos destacados pela edição da entrevista confirmam que o ‘estudo’ do professor é a sagração do óbvio maneirista:

1 .“O resultado principal do estudo é que ditaduras estão sendo mais capazes de reduzir as mortes [Covid 19] mais rapidamente do que as democracias”.

Esta afirmação apenas reflete o desejo latente do professor. O cerne das ditaduras é a repressão à livre opinião. O planejamento estatal opera na divulgação de dados e estatísticas manipuladas que pautam a propaganda eficiente(!) do regime. Não tem nenhuma relação com a realidade. Como se percebe o professor tenta inutilmente, como Lula, creditar eficácia ao Estado Forte através da farsa. Certamente, como muitos progressistas, ele acredita piamente nas informações que vem da China.

2. “Numa democracia liberal, temos o direito de ir e vir, e há até protestos com medidas de confinamento. Enquanto nas ditaduras as liberdades civis são mais coibidas, e o início da pandemia mostra essa diferença”

Sofisma estúpido! Revela, mais uma vez, a crença ‘religiosa’ do professor na transparência dos dados sobre infecções e mortes na China. O simplismo encravado nessa comparação esdrúxula só não é tão grosseiro – porque acadêmica – quanto a declaração do Lula de que o Estado é uma via humanitária mais eficaz que as democracias liberais.

3. “Não estamos defendendo que a ditadura é um modelo melhor do que a democracia, mas que nesse caso específico o regime está sendo mais eficiente”.

Oh! Momento ternurinha! Pura hipocrisia! Uma pandemia que está apavorando as pessoas a ponto de se digladiarem sobre métodos de contenção do contágio, exacerbando as narrativas da ‘morte’ que todos temem. Criminalizando cidadãos “irresponsáveis que não pensam na comunidade” porque precisam ir às ruas buscar o pão de cada dia. Noticiários que mais parecem rituais fúnebres. Dados inconclusivos, insegurança generalizada. Inclusive entre cientistas e infectologistas mundo afora e – por fim – creditar eficiência no controle da pandemia ao regime totalitário chinês é SIM uma defesa da ditadura e uma mentira deslavada.

Para concluir. O UOL deu espaço para o professor ‘cleaner’ passar um pano culto na banalização do Lula. Mas, de fato, os dois – Lula e o professor – são adeptos do Estado Forte que se mantém tolhendo a manada.

Esse é o método arcaico do ‘Estado Todo Poderoso’ codinome Ditadura, se perpetuar na sua forma mais cruel e mais “eficiente”(sic).

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *